Indústria 4.0

Indústria 4.0

Compartilhe!

Quando passou pela sua cabeça que um dia estaria vivenciando uma revolução industrial? Já são 50 anos desde a última. Finalmente identificamos que as mudanças que ocorrem desde 2009 podem ser chamadas de Revolução Industrial, a grande Indústria 4.0.

As tecnologias mudaram tanto que a indústria não consegue simplesmente ignorar e permanecer com métodos tão “arcaicos” para essa nova era, logo, a chamada Indústria 4.0 traz novos conceitos e tecnologias para o cotidiano de forma que as empresas são “forçadas” a se atualizar.

A Indústria 4.0 pode ser resumida em 4 princípios (Operação em tempo real, Virtualização, Descentralização e Modularidade) e 3 pilares (IoT, Big Data e Segurança da informação).

Mas como chegamos a essa evolução?
O que é cada princípio e pilar?
De forma clara, como seremos afetados por essas mudanças?

Vem com a gente que vamos explicar tudo nesse artigo, confira:

 

Qual a proposta da última revolução?

revolução tecno-científica

3ª Revolução Industrial – 1970 – Revolução Tecno-científica

  • Início da influência de computadores, softwares, chips e sistemas elétricos;
  • Dinamização e massificação da produtividade industrial;
  • Desenvolvimento industrial avançado;
  • Influência do processo de globalização;
  • Propagação das empresas multinacionais;
  • Avanço do modelo capitalista;
  • Alto investimento em novas tecnologias;
  • Surgimento de novas fontes de energia.

Até aqui não é segredo, certo? E a Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial?

Indústria 4.0

Para você conseguir entender este momento, é impossível não dar uma passadinha nos conceitos econômicos de globalização.

Os primeiros sinais da globalização são do século XVI, com as grandes navegações, mas a aceleração do processo começou a partir da Indústria 3.0.

A evolução do transporte e comunicação, pela diminuição das distâncias e fronteiras geográficas, facilitou de forma direta as trocas comerciais.

Esse aumento trouxe algumas mudanças nas características econômicas, dentre elas:

  • Aumento da concorrência entre mercados;
  • Grande circulação no mercado financeiro;
  • Aumento de transnacionais;
  • Surgimento e presença mais evidente dos blocos econômicos.

Essas características econômicas deram um norte para a próxima revolução industrial. A corrida tecnológica ficou mais evidente: Sai na frente quem tiver mais evolução tecnológica.

4ª Revolução Industrial – PRESENTE

  • Fusão do mundo físico, digital, virtual e biológico;
  • Mudança na forma de viver, trabalhar, consumir e relacionar;
  • Otimização da produtividade fabril, aumentando qualidade e precisão de 15% a 35%;
  • Personalização de produtos, tornando-os mais adequados e com preço mais justo;
  • Aprimoramento de tecnologias como segurança cibernética, neurotecnologia, computação quântica, Inteligência Artificial, sistemas autônomos e bioinformática.

Falamos para você que essa revolução tinha 4 princípios e 3 pilares, vamos conhecer?

Os 4 Princípios da Indústria 4.0

1. Operação em tempo real

A ideia da operação em tempo real é criar unidades flexíveis para a troca de informação para tratamento de dados de forma instantânea, permitindo tomadas de decisão em tempo real.

2. Virtualização

Consiste na criação de modelos de identificação e ajustes de maquinários e problemas de forma virtual. Tudo isso através de rastreabilidade e monitoramento remoto por sensores espalhados na planta das fábricas.

3. Descentralização

As tomadas de decisão não terão apenas um responsável, pois com os sistemas ciberfísicos tendo capacidade de gerar os próprios dados, serão capazes de alterar processos industriais.

4. Modularidade 

Tornar processos mais flexíveis, em módulos, para aumentar a produção sem grandes mudanças no processo produtivo. A proposta é conseguir realizar o trabalho de acordo com a demanda.

Os princípios listados acima, só foram possíveis pelo avanço tecnológico dos últimos anos nos campos da tecnologia da informação e engenharia. Os mais relevantes, são os que formam os pilares da Indústria 4.0:

Os 3 Pilares da 4ª Revolução industrial

1. Internet of Things (IoT)

Internet das coisas da Indústria 4.0

A chamada internet das coisas é a conexão digital de objetos físicos à internet, permitindo maior autonomia por se tratar de uma transmissão de dados online com programação para execução de atividades como foi passado.

2. Big Data e Data Science

Data Science e Big data

É a estrutura de dados que utiliza diferentes fontes de pesquisa e gerenciamento de informações através de algoritmos criados por humanos, porém análises feitas por máquinas. O intuito é coletar o maior número de informações para que seja possível gerar dados, projetos e estratégias mais assertivas.

3. Segurança da informação

Segurança de dados

Um dos maiores desafios de todas essas mudanças é fazer toda coleta de dados ser segura e não nociva à sociedade. Para isso, a proteção de dados se torna cada vez mais importante, logo, as empresas precisam ter mais responsabilidade e ferramentas para proteger todas as informações de forma criptografada na nuvem.

Contextos passados, como você empresa deve se preparar? Como seu marketing deve agir daqui para frente?

Já faz um tempo que o marketing vem sofrendo alterações bem significativas, se você vem acompanhando as tendências, parabéns, você já está caminhando com as novas tecnologias e processos.

Se você ainda não começou essa evolução, acompanhe essas 3 dicas:

  • Comunicação humanizada: tenha consciência que o seu cliente precisa de uma comunicação clara, objetiva e tangível. A evolução não pode deixar sua comunicação cada vez mais robotizada, ele deve sentir que está falando com uma pessoa e não uma marca.
  • Marketing Assertivo: a análise de dados está em alta nos dias de hoje, isso permite que você alcance realmente quem quer saber sobre seu produto ou serviço. Não gaste tempo e investimento em estratégias que não te dão resultados, utilize os pilares da revolução e faça de seu marketing, um grande usuário de big data.
  • Diferenciação: o que vai te colocar na frente do seu concorrente não é ter o melhor produto, é ter o melhor argumento, a melhor estratégia de diferenciação.

O marketing vem se tornando cada vez mais primordial para o avanço de uma empresa rumo ao sucesso, se a sua precisa de estratégias inteligentes para acompanhar as mudanças da Indústria 4.0, você precisa da Agência Equilibra como porto seguro.

Quando o assunto é Inteligência em Marketing, nós conseguimos traçar o melhor caminho para você.